sexta-feira, 1 de maio de 2020

Cine São Luiz

Cine São Luiz, funcionou na Rua 23 de maio, 100, Centro, Vitória. 1951. Capacidade: 585 lugares. Acervo Família Rocha.

Público aguardando a sessão de inauguração do CINE SÃO LUIZ, com o filme, Aviso aos Navegantes, na Rua 23 de maio, 100, Centro, Vitória, com capacidade de 586 lugares. Vitória. 03 maio 1951. Acervo Família Rocha.

Histórico: Em 1951, foi inaugurado o Cine São Luiz com grandes festividades e que contou com a presença de autoridades locais e representantes das áreas culturais e artísticas. Seus proprietários Edgar Rocha e Luiz Severiano Ribeiro não pouparam esforços e fizeram um cinema que tinha de mais moderno para a época, pois queriam que o Cine São Luiz fosse a melhor sala de cinema da cidade. Segundo Edgar Rocha Filho, que mais tarde assumiria os negócios do pai, o cinema foi a segunda sala do Brasil a ter um sistema de ar condicionado, a primeira foi no Rio de Janeiro.
Em 3 de maio de 1951, no térreo do Edifício Rocha, com capacidade de 586 lugares, foi inaugurado o Cine São Luiz com o filme: Aviso Aos Navegantes (1950). No evento estavam presentes estrelas do cinema brasileiro que eram do elenco da chanchada  da estréia: Anselmo Duarte, Adelaide Chioso, Ilka Soares Eliana e a presença de Luiz Severiano Ribeiro.

Entrada do Cine São Luiz, na rua 23 de maio, 100, no edíficio Edgar Rocha, Centro, Vitória. Em cartaz o filme Golpe de Mestre, com Paul Newman. Vitória. 03 maio 1951. Acervo Família Abaurre.

 Sala de espera do Cine São Luiz. Vitória. 1973. Acervo Família Abaurre.

 Sala de espera do Cine São Luiz. Vitória. 1973. Acervo Família Abaurre.

Sala de espera do Cine São Luiz. Vitória. 1973. Acervo Família Abaurre.


Inauguração do Cine São Luiz,no térreo do Edifício Rocha, na rua 23 de maio, 100, Centro, Vitória, com capacidade de 586 lugares, com o chanchada: Aviso aos Navegantes (1950). No evento estavam presentes estrelas do filme com Anselmo Duarte, Adelaide Chioso, Ilka Soares, Eliana e autoridades locais como o governador Jones dos Santos Neves. 1951. Acervo Família Rocha.

Inauguração do Cine São Luiz. Na esquerda o ator da Atlântida, do filme Aviso aos Navegantes, Alselmo Duarte, de terno cinza o governador do estado do Espírito Santo Jone dos Santos Neves, atrás dele as atrizes Ilka Soares (de branco olhando pra tras),  Adelaide Chiosso (de lenço branco) e Eliana Macedo. De terno branco o proprietário da sala Edgar Rocha; o último a direita Luiz Severiano Ribeiro. 1951. Acervo Família Rocha.

Na inauguração do Cine São Luiz artistas, público e autoridades locais pousam para foto ao lado do Governador Jone dos Santos Neves e esposa. 1951. Acervo Família Rocha.

Fachada do Cine São Luiz, em cartaz o filme 3 Tiros para Ringo. Década de 1960. Acervo Família Rocha.

 Público assistindo o filme Aviso aos Navegantes na inauguração no Cine São   Luiz. 1951. Acervo Família Rocha.


Público assistindo o filme Aviso aos Navegantes na inauguração no Cine São Luiz. 1951. Acervo Família Rocha.

Tela do cine São Luiz. 1951. Acervo Família Rocha.

Eliana, Adelaide Chiosso e Ilka Soares em inauguração do Cine São Luiz. 03 maio 1951. Acervo Família Rocha.

Eliana, Adelaide Chiosso e Ilka Soares em inauguração do Cine São Luiz. 03 maio 1951. Acervo Família Rocha.

Eliana, artista principal do filme "Aviso aos Navegantes", que inaugurou o São Luiz. Ela atende aos inúmeros pedidos de autógrafos de suas fãs de Vitória. (Foto A. Mazze). Fonte: Revista Vida Capichaba edição maio de 1951 nº612.

Fachada do edifício Edgar Rocha, onde funcionava o Cine São Luiz. 2002. Acervo André Malverdes.

segunda-feira, 27 de abril de 2020

Cine Alba

Cine Alba, na Rua Milagres Junior, Centro, Baixo Guandu, 1963. Fonte: Facebook/NostalgiaGuanduense.

Interior do Cine Alba, na Rua Milagres Junior, Centro, Baixo Guandu. Fonte: Facebook/NostalgiaGuanduense.

Fachada do Cine Alba, na Rua Milagres Junior, Centro, Baixo Guandu, inaugurado no ano de 1956, com 800 lugares. Período de funcionamento: 1956-19_ _. Proprietário: Bruno Bafile. Fonte: Acervo Ani Fotos.

Padre Alonso Benicio Leite realizando a benção para a inauguração do Cine Alba, em 1956. Fonte: Arquivo do Departamento de Cultura e Turismo de Baixo Guandu.

Público no interior do Cine Alba aguardando o início da sessão em dia de inauguração. Fonte: Arquivo do Departamento de Cultura e Turismo de Baixo Guandu.

Primeiro salto de paráquedas na cidade de Baixo Guandu no dia da inauguração do Cine Alba. Fonte: Arquivo do Departamento de Cultura e Turismo de Baixo Guandu.



Reportagem sobre o Cine Alba no Jornal A Gazeta de 21 de outubro de 2001. Fonte: Jornal A Gazeta / Arquivo IPHAN/ES.


Cine Alba. Baixo Guandu, ES. Agosto de 1983. Fonte: http://biblioteca.ibge.gov.br.

Praça Getúlio Vargas: Baixo Guandu, ES. Fonte: http://biblioteca.ibge.gov.br/.

Antigo Cine Alba, Baixo Guandu. Sem data. Fonte: Facebook/Fotos Antigas do Espírito Santo.




segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Cine Paz

Cine Paz - Av .  Princesa  Isabel,  380,  Centro,  Vitória,  no  Edíficio  Dionysio  Abaurre.

Fachada do Cine Paz, em cartaz o filme o Trapalhão na Ilha do Tesouro, funcionava na Avenida Princesa Isabel, 380, no edíficio Dyonissio Abaurre. Vitória. 1975. Acervo Família Abaurre.

Histórico: Com a promessa que seria “o melhor cinema do estado”, em 25 de março de 1975, com suas paredes e cadeiras em vermelho, o Cine Paz foi inaugurado com o filme: Papillon. De propriedade de Dionysio Abaurre, com capacidade para 700 cadeiras, um corredor interno mais amplo do que os outros cinemas, apresentava cuidados do proprietário no que diz respeito à tecnologia e conforto para a época.
A sala também foi palco de um festival de cinema organizado por Amylton de Almeida na década de 80. Durante uma semana eram reprisados os melhores filmes do ano anterior, sendo que cada filme ficava em cartaz apenas um dia. O festival foi o maior sucesso e desde o começo foi bem aceito pelo público, que comparecia em massa às exibições. Um dos filmes que marcaram o festival em número de público foi o musical Hair.
No período de férias escolares, a grande atração da sala eram os famosos filmes infantis dos Trapalhões. A platéia lotava a sala depois de agüentar pacientemente as longas filas que rodavam os quarteirões da avenida Princesa Isabel. E enquanto esperavam chegar a vez de assistir o filme, pais, mães, tias e avós colocavam o papo em dia e, como quem não quer nada, pegavam carona com a meninada para mais uma sessão de cinema.
Inauguração: 25 mar. 1975.
Capacidade: 700 lugares.
Período de funcionamento: 1975-199_.

Exibidor: Dionysio Abaurre.

Entrada do Cine Paz com lustre e bonbonière. Vitória. 1975. Acervo Família Abaurre.
Entrada do Cine Paz visto da rua, a direita fechada a bilheteria, no interior lustre e bombonière. Vitória. 1975. Acervo Família Abaurre.

Tela do Cine Paz, com capacidade de 700 lugares e cadeira e paredes em vermelho. Foi inaugurado com o filme Papillon. 1975. Acervo Família Abaurre. 


Cabine de projeção e cadeiras do Cine Paz. Vitória. 1975. Acervo Família Abaurre.




Interior do Cine Paz visto da tela. Vitória. 1975. Acervo Família Abaurre. 

Sala de espera do Cine Paz. Vitória. 1975. Acervo Família Abaurre. 


Edíficio Dyonissio Abaurre, na avenida Princesa Isabel, Centro, onde se vê a placa Vitória Diversões Eletrônicas funcionava o Cine Paz. Vitória. 2002. Acervo André Malverdes.

O Cine Paz em festival de cinema com o público disputando para assistir o filme Hair. Ano: 198_. Fonte: Acervo Arquivo Público do Estado do Espírito Santo / Jornal A Gazeta.

Gerente do Cine Paz, sr. Felix, também foi gerente do Cine Vitorinha, muito fiscalizador barrava quem tentava entrar de chinelo ou bermuda no Cine Paz.

Colaboração: facebook/FotosantigasdoEspíritoSanto.

 Praça Getúlio Vargas em construção. Ao fundo o edíficio Dionysio Abaurre, onde no térreo funcionaria o Cine Paz, na Avenida Princesa Isabel, 380. Data: 01/02/1974. Acervo Família Abaurre.



Praça Getúlio Vargas em construção. Ao fundo o edíficio Dionysio Abaurre, onde no térreo funcionaria o Cine Paz, na Avenida Princesa Isabel, 380. Data: 01/02/1974. Acervo Família Abaurre.

Cine Paz, em 1990. Baú do Gessimar Machado. Facebook/Fotos Antigas do ES.

segunda-feira, 18 de março de 2019

Cine Plaza


Fundado nos anos 50 como Cine São Luiz, nos anos 70 virou Cine Plaza e em seus últimos anos (90) foi rebatizado como Cine Luamar. Foi o ultimo guerreiro entre os cinemas de Cachoeiro (07 no total), resistindo enquanto foi possível - até surgirem as primeiras salas: duas no Viva Cinema e duas no Shopping Cachoeiro (todas já desativadas). Hoje vivemos dias melhores e bem servidos: são 04 salas confortáveis no Shopping Sul e 03 no Perim Center, com ar refrigerado, 3D e grandes lançamentos. Pena que 90% dos filmes sejam dublados, isso considero um retrocesso. Mesmo assim, não existe lugar melhor pra assistir a um filme que no cinema.

Foto: Orestes Locatel /Jornal MIRANTE.
Texto: Mauricio Mignone.


Fonte: Facebook/SUL DO ESPIRITO SANTO - Fotos e Documentos Antigos.

quinta-feira, 1 de março de 2018

Cine Theatro Ideal


Cine Theatro Ideal, de Colatina. Inauguração, em maio de 1921. Imagens do fotógrafo Froemmig, que foi o mais importantante da cidade do início do século 20 até a década de 1930. Foto externa teria sido a primeira imagem noturna já registrada no Espírito Santo. Texto e colaboração Jose Luiz Pizzol.



Cine Theatro Ideal, de Colatina. Inauguração, em maio de 1921. Imagens do fotógrafo Froemmig, que foi o mais importantante da cidade do início do século 20 até a década de 1930. Foto interna que mostra um salão muito simples, com capacidade para cerca de 120 pessoas sentadas. Texto e colaboração Jose Luiz Pizzol.

Cine Theatro Ideal funcionou num imóvel de Francisco Cunha, empresário importante de Colatina (serrarias e comércio em geral) no centro da Praça Municipal. Nessa foto, de abril de 1926, dá para ver parte do cinema, atrás do coreto. Infelizmente, o imóvel foi demolido pouco tempo depois, em fins de 1926 ou início de 1927, para liberar o local e permitir que toda a praça viesse a funcionar como área de montagem da Ponte Florentino Avidos. Texto e colaboração Jose Luiz Pizzol.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Cine Art



Cine Art : Montanha, ES. Ano: [19--]. Série: Acervo dos municípios brasileiros – IBGE.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Cine Cricaré

Cine Cricaré, na cidade de São Mateus, Travessa Floriano Peixoto, s/n, de propriedade de Dionísio Abaurre, inaugurado em 1973. Acervo: Antonio Carlos Gemada Sessa Netto. Fonte: Facebook/Antonio Carlos Gemada Sessa Netto.